Jovem é morta a tiros dentro de escola em Alexânia

06 NOV 2017
06 de Novembro de 2017

Mais um caso de violência dentro de escolas chocou Goiás nesta segunda-feira (06). Dessa vez, uma jovem de 16 anos foi assassinada no Colégio Estadual 13 de Maio, em Alexânia, distante cerca de 125 km de Goiânia.

 Baleada com cerca de seis tiros no rosto, Raphaella Noviski não resistiu e morreu no local. Segundo a delegada da Polícia Civil de Alexânia, Rafaela Wiezel, o crime teria sido cometido por um conhecido da vítima, Misael Pereira de Olair, de 19 anos, que disse odiar Raphaella. 

Ainda de acordo com a delegada, Misael, que é ex-estudante da escola, não demonstrou arrependimento e teve a ajuda de um cúmplice no crime.

Segundo a polícia, Misael invadiu a escola armado com um revólver calibre 32, e procurou a estudante nas salas de aula. Ele foi preso em flagrante logo depois do crime.

A secretaria estadual de Educação se pronunciou sobre o caso por meio da seguinte nota:

"Com muita tristeza e perplexidade a Secretaria de Educação Cultura e Esporte - Seduce comunica que uma aluna de 16 anos do 9º ano do ensino fundamental, do Colégio Estadual 13 de Maio, em Alexânia, foi baleada na manhã desta segunda-feira, 6/11, na escola, logo depois do início das aulas.

Infelizmente a jovem, que foi a única alvejada, não resistiu e morreu no local. Imediatamente informada sobre os disparos, uma equipe de policiais militares de Alexânia (GO) se deslocou até o local e conseguiu abordar e prender em flagrante o acusado, Misael Pereira (19 anos), que tentava fugir em um veículo Ford/Scort. Ele não estudava no Colégio e teria pulado o muro da escola mascarado para efetuar os disparos.

Os policiais também apreenderam com o detido um revólver calibre .32.No momento da tragédia, a diretora do Colégio e equipe tomaram todas as providências necessárias, chamando a polícia, o socorro e comunicando o ocorrido à família da jovem. Três psicólogas e uma assistente social da Coordenação Regional de Educação, Cultura e Esporte (Crece), de Anápolis, já foram deslocados para Alexânia para apoiar a equipe da escola, alunos e familiares.”

Uma equipe da Seduce também se deslocou para o Colégio. A Secretaria informa que a escola dispõe de câmeras no pátio e dois vigias noturnos para promover a segurança. A Seduce lamenta profundamente o trágico acontecimento e informa que trabalha em um esforço contínuo para manter a paz e a fraternidade no ambiente escolar."

Voltar

Av. Exp. José Elias Resende n° 312, Fundos – Centro. Piracanjuba – Goiás. Telefone: (64) 3405-1105